Notícias

Na contramão da Crise - Matéria INFRA

20/10/2018

Na contramão da crise
Por Rodrigo Miranda*

Não há quem não fique apreensivo com o que pode acontecer em sua própria empresa, quando o cenário político-econômico instável e incerto provoca uma série de demissões e medidas austeras em empresas por todo País. Mesmo que o setor da economia em que empresa atue esteja mais sólido que os demais ou que não existem sinais concretos de que vão ocorrer demissões ou corte de benefícios, não é fácil ficar emocionalmente livre a esse ambiente de insegurança.

Passar por esse período turbulento sem deixar partir o fio que liga os objetivos da empresa aos dos funcionários e, assim, conservar e até aumentar o ritmo de trabalho exige do empresário tomar ações estratégicas e isso só é exequível para empresas que já estabeleceram essa conexão antes da crise. Na Mercato, utilizamos o excelente momento da economia entre 2012 e 2014 e investimos em treinamentos, novos produtos e infraestrutura. Esses investimentos geram resultados mesmo em um cenário desfavorável de mercado como observado atualmente. Prova disso é que a empresa prevê um crescimento de 15% em vendas para este ano e aumentou consideravelmente seu quadro efetivo de colaboradores (em 24%) já pensando em uma retomada da economia. Crises, por pior que sejam, são momentâneas e é fundamental estarmos preparados para os períodos de crescimento. Mais cedo ou mais tarde o panorama deve mudar e as empresas que se prepararam adequadamente para isso serão recompensadas. Assim, apresento cinco estratégias, adotadas pela nossa empresa, que estão sendo fundamentais hoje em dia para manter a competividade com as perspectivas de crescimento no mercado e também da carreira dos nossos colaboradores em meio a um panorama turbulento e cheio de obstáculos.

1) Tornar os colaboradores engajados. A empresa precisa se assegurar de que seus colaboradores, de que as pessoas que fazem parte dela creem de verdade que um sacrifício neste momento, dar algo a mais, pela empresa, valerá a pena, porque mais a frente eles serão recompensados. Engajar é um trabalho contínuo que não depende do momento econômico. Se tivermos uma política ininterrupta de incentivo ao desenvolvimento individual e também de participação de conquistas, torna-se dispensável ações de emergência para manter o engajamento em tempos de turbulências. Mantermos treinamentos técnicos, comerciais e comportamentais, independentemente da situação econômica, e utilizar os próprios colaboradores como multiplicadores de conhecimentos e habilidades entre si, faz com que aproveitemos grande parte da capacitação dos nossos empregados como recurso interno. Nos últimos dois anos nossos colaboradores tiveram a oportunidade de participar de aproximadamente trinta treinamentos distintos. Nosso objetivo é formar líderes dentro da empresa, comprometidos e alinhados com nossos valores, afinal o treinamento contínuo é um meio para aprimorar cada vez mais nossos relacionamentos internos e também com nossos parceiros e clientes.

2) Portfólio completo de produtos e marcas. Desde a sua fundação, um dos focos da Mercato é o de fortalecer e melhorar o portfólio de produtos seja com marcas de parceiros ou com produtos de sua própria fabricação. Nosso negócio é criar, comercializar e promover o estado da arte em controladores, instrumentos e periféricos para automação e sistemas de ar condicionado e assim, o portfólio de marcas e produtos é um dos pilares que podem sustentar o negócio, e hoje possuímos mais de dois mil itens no nosso. A inovação é parte fundamental das estratégias da empresa, e novos produtos já estão sendo desenvolvidos para lançamento no próximo ano. Prova disto é que neste mês de junho a empresa chegou a marca de 30 mil produtos comercializados entre as linhas Climate, Climate PRO e Omnirate.

3) A missão, visão e valores da empresa devem estar em destaque e refletir as ações e decisões de todos na companhia. Desta forma, mantemos todos engajados, envolvidos com a causa da empresa e com o significado do que eles produzem, principalmente em períodos de crise como este. Nossa missão é criar e comercializar soluções inteligentes que proporcionem a nossos clientes o equilíbrio perfeito entre desempenho, flexibilidade e economia, sempre agindo com integridade, respeito, honestidade e comprometimento em todas as relações que temos.

4) Atuação multicanal. A marca própria de produtos Mercato (Climate, Climate PRO e OmniRate) e as marcas parceiras (como, Belimo, Dwyer e Oventrop), a empresa atua como distribuidor destas marcas em todo o Brasil, são comercializadas por diferentes canais de vendas. A vantagem desta estratégia é estar presente no canal que nosso cliente precisar. O atendimento é realizado exclusivamente por nossos especialistas de vendas, pois se trata de uma venda consultiva, e que representa a completude do cliente ao utilizar os serviços da Mercato, traduzindo a proposta de valor da empresa: tornar a experiência de compra do cliente a melhor possível.

5) Manter, mesmo em períodos de crise, um planejamento a longo prazo. O fato de a crise tornar o futuro menos previsível não justifica abrir mão de fazer um planejamento de longo prazo. A situação do momento atual requer um controle mais acurado do passo a passo em busca de metas, o que inclui reavaliar ações a curto prazo, mas não esquecendo as estratégias para longo prazo. É preciso inclusive fazer mais projeções, afim de se preparar para qualquer futuro que seja. Dar informações claras a cada membro da equipe de quais são as metas pessoais do gestor e qual a importância delas para a empresa é outro fator chave para atravessar períodos de crises. Nossos colaboradores se comprometem no curto e longo prazo quando percebem a importância do trabalho que realizam, e determinar metas coletivas e individuais é um dos pontos mais críticos de um planejamento bem feito, em que as decisões são tomadas com base em critérios claros, aderentes à missão, à visão e aos valores da organização. Quando adotamos estratégias como essas, damos o recado para todos em nossa empresa de que a crise não pode ser usada como pretexto para deixar de entregar resultados ou de tomar decisões importantes e sobretudo mostramos que é possível ir na contramão da crise, sendo competitivo e obtendo crescimento na empresa mesmo em um período onde o mercado tenha um comportamento oscilante como estamos vivenciando atualmente.

*Rodrigo Miranda é Diretor Executivo da Mercato Automação.

Notícias Relacionadas

Matriz Canoas

Rua Capistrano de Abreu, 89. Bairro Niterói
Canoas, RS - Brasil | Cep 92120-130
Fone: +55 [51] 3115.9850
Fone: +55 [51] 3032.1777
Fone: +55 [51] 3478.MERC
Atendimento: Seg à Sex 8:00 às 18:00
comercial@mercatoautomacao.com.br

Escritório São Paulo

Av. Paulista, 726, 17º Andar, Cj 1727. Bela Vista
São Paulo, SP - Brasil | Cep: 01310-910
Fone:+55 [11] 4506-3237
Atendimento: Somente com hora marcada.