Mídia

Confira as notícias no
nosso blog

O papel de automação na redução do consumo de energia do edifício

por Bruno Carvalho

Qual o papel de automação na redução do consumo de energia do edifício e como ela atua nos diversos sistemas?
   
     Há muito tempo que passamos por um ambiente de descontrole no consumo de recursos naturais e energia, e este descontrole significa desperdiçar. O cenário de crise energética conduz ao racionamento do consumo, porém é comum confundir racionalização com racionamento. Consumir energia de maneira racional, com eficiência, significa buscar o máximo de desempenho de uma instalação, com o mínimo consumo de energia. Implantar medidas de eficiência energética é muito mais econômico que investir na geração de novas usinas ou outras fontes de geração.

     E é esse conceito que faz com que os países desenvolvidos engajados em eficiência energética adotem políticas efetivas para a redução do consumo.

     O sistema de HVAC é o ponto chave de economia em um edifício comercial, pois representa quase 60% do consumo do mesmo. Realçando ainda mais, a importância de ações para monitorar e controlar a energia nestas aplicações. Melhorias na eficiência deste sistema significam importantes reduções nos custos operacionais dos prédios.

       A liderança do Green Building Council’s, no sistema de classificação de Green Buildings com projetos energéticos e ambientais despertou a consciência sobre a necessidade de projetos de edificações que utilizem a energia de maneira eficiente.

     Um prédio classificado de acordo com o LEED oferece muitos benefícios aos proprietários e inquilinos. Entre eles, custos operacionais reduzidos, maior valor dos bens e mais lucro, maior produtividade e satisfação dos funcionários, otimizando o desempenho econômico do ciclo de vida. Os novos prédios projetados para uma classificação LEED devem, como pré-requisito básico, cumprir com a norma ASHRAE 90.1.

       A liderança do Green Building Council’s, no sistema de classificação de Green Buildings com projetos energéticos e ambientais despertou a consciência sobre a necessidade de projetos de edificações que utilizem a energia de maneira eficiente.

     Um prédio classificado de acordo com o LEED oferece muitos benefícios aos proprietários e inquilinos. Entre eles, custos operacionais reduzidos, maior valor dos bens e mais lucro, maior produtividade e satisfação dos funcionários, otimizando o desempenho econômico do ciclo de vida. Os novos prédios projetados para uma classificação LEED devem, como pré-requisito básico, cumprir com a norma ASHRAE 90.1.

FALE
CONOSCO

*Preenchimento obrigatório

Deixe seu comentário ou dúvida: